Em destaque

18 de Abril de 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9,1616 patacas e 1,1296 dólares norte-americanos.

 

Revista de imprensa de Macau e Hong Kong (quinta-feira)
Quinta, 17/12/2015

As águas marítimas que vão passar a estar sob jurisdição de Macau são o tema forte das edições locais desta quinta-feira. Em Hong Kong, ouviu-se com atenção o discurso de Xi Jinping acerca do que deve ser o futuro da Internet.

 

Jornais de Macau em língua chinesa

 

Os dois principais matutinos, o Ou Mun e o Va Kio, elegem o mesmo tema para as primeiras páginas desta quinta-feira: as águas marítimas que vão passar a estar sob jurisdição de Macau. Os jornais publicam o mapa aprovado ontem pelo Conselho de Estado e que vai fazer com que o território passe a ter mais 85 quilómetros quadrados.

 

Canal chinês da Rádio Macau

 

A Ou Mun Tin Toi tem estado esta manhã a dar conta de um acidente de trabalho no NAPE: um trabalhador da construção civil caiu de uma altura de oito metros e acabou por morrer quando chegou ao hospital. Referência também para um acidente na zona norte – um dos passageiros ficou encarcerado no automóvel.

 

Jornais de Macau em língua portuguesa

 

O Jornal Tribuna de Macau diz no destaque com imagem que “Casino Galaxy vale dois terços de Las Vegas”. Na manchete, a notícia avançada ontem à noite pelo Governo: “85km2 de áreas marítimas sob jurisdição de Macau”.

 

“Em nome do bolso”, escreve o Hoje Macau nas gordas, acerca das rendas: “Ganância dos deputados poderá trazer milhares à rua”. Em grande plano também a Hepatite C: “Remédio milagroso custa a chegar”.

 

Quanto ao Ponto Final, elege para tema principal da edição as águas territoriais: “Macau faz-se ao mar”. Referência também na primeira página para a matemática e uma investigação feita por uma professora da Escola Portuguesa: “Desfazer mitos e teoremas”.

 

Jornais de Macau em língua inglesa

 

O Business Daily dá conta dos receios dos comerciantes de veículos, que acreditam que se vai registar uma queda nas vendas na ordem dos 30 por cento, por causa do aumento do imposto que hoje é votado na Assembleia Legislativa. Noutra chamada, a diminuição do número de ferries com destino ao Aeroporto Internacional de Hong Kong, por causa das obras de construção da nova pista.

  

Quanto ao Macau Daily Times, dá destaque à decisão da China, que atribuiu a Macau 85 quilómetros quadrados de águas costeiras. A acompanhar a fotografia da primeira página – que mostra um rapaz junto a um computador –, o título “Xi Jinping apela à cooperação na regulação da Internet”.

 

O Macau Post Daily também puxa para a manchete pela notícia divulgada a noite passada pelo Governo, optando por explicar que “a jurisdição de Macau das águas costeiras começa no domingo” e não vão ser autorizados casinos em aterros que sejam feitos no futuro. O resto da capa é ocupado com um caso de polícia: dois homens foram detidos por alegadamente terem feito um desfalque numa loja de penhores onde um deles trabalhava.

 

Jornais de Hong Kong em língua inglesa

 

Em foco no China Daily está o discurso de Xi Jinping acerca da Internet: o líder chinês defende um “futuro partilhado” do ciberespaço. Noutro texto, a recomendação do Supremo Tribunal do país às instâncias que julgam causas relacionadas com o mar: devem melhorar o serviço e construir uma boa reputação.

 

O South China Morning Post dá também destaque às ideias do Presidente chinês acerca da Internet: “O mundo precisa de novas regras para o ciberespaço”. Nota ainda na primeira página para Macau e para a autorização dada para a extensão da área administrada pelo território.

 

Por último, o Standard, que tem como notícia principal da edição de hoje o possível encerramento de um restaurante muito popular em Hong Kong, devido a um desentendimento entre os herdeiros do estabelecimento.