Em destaque

18 de Abril de 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9,1616 patacas e 1,1296 dólares norte-americanos.

 

Revista de imprensa de Macau e Hong Kong (terça-feira)
Terça, 15/12/2015

Suspeitas de corrupção nos Serviços de Assuntos Marítimos e de Água e as medidas que vão ser implementadas para a dinamização da economia na China – são alguns dos temas em foco na imprensa desta terça-feira.

 

Jornais de Macau em língua chinesa

 

Os dois principais jornais de Macau têm hoje em grande plano o caso de suspeitas de corrupção que envolve uma chefia dos Serviços de Assuntos Marítimos e de Água. O Ou Mun também destaca a cooperação entre Macau e Zhuhai no controlo das marés no Porto Interior.

 

Quanto ao Va Kio, dá conta na primeira página do sucesso que os Serviços de Saúde de Macau dizem ter na prevenção e tratamento do cancro.

 

Canal chinês da Rádio Macau

 

A Ou Mun Tin Toi tem estado esta manhã a dar conta da descida das reservas cambiais no mês passado: números divulgados pela Autoridade Monetária de Macau indicam uma queda de 0,8 por cento em relação aos valores de Outubro.

 

Jornais de Macau em língua portuguesa

 

O Jornal Tribuna de Macau escreve na manchete que “Ministério Público tenta travar saída de magistrados portugueses”. No destaque com imagem, “Índice de felicidade baixa na idade da reforma” e, noutra chamada à capa, “Grande Prémio gerou novo máximo de receitas”.

 

“Sozinhos em casa”, lê-se no Hoje Macau, que dedica praticamente a totalidade da primeira página a uma reportagem sobre jovens que têm na Internet “a única via ‘aberta’ ao exterior”. A “polémica revisão” da Lei de Terras também merece destaque.

 

O Ponto Final garante que “branqueamento de capitais continua a preocupar”. Noutro título, a condecoração de Rocha Vieira: “Distinções, louvores e zangas”.

 

Jornais de Macau em língua inglesa

 

O Business Daily puxa para as gordas pelo dinheiro para o jogo “disfarçado” de compras de luxo e a posição das autoridades em relação à matéria. O económico chama também à capa o caso mais recente de corrupção a ser descoberto em Macau, que envolve uma chefia dos Serviços de Assuntos Marítimos e de Água e uma operadora de transportes marítimos de passageiros.

 

Quanto ao Macau Daily Times, publica hoje uma entrevista ao presidente da Sands China, Wilfred Wong, que admite o aumento da competição no sector. Em foco também os protestos em Pequim por causa do julgamento do advogado Pu Zhiqiang.

 

Já o Macau Post Daily refere que a maioria dos residentes está insatisfeita com os transportes. O resto da primeira página é ocupado com duas notícias: uma sobre os riscos de autismo dos bebés cujas mães tomaram antidepressivos na gravidez e outra acerca do aviso deixado por Barack Obama ao Estado Islâmico.

 

Jornais de Hong Kong em língua inglesa

 

Em foco no China Daily estão as reformas que vão ser levadas a cabo em paralelo com os esforços para a urbanização do país. Noutro título, a queda do yuan em relação ao dólar.

 

O South China Morning Post diz que “os problemas para o presidente da Fosun podem não ter acabado”. Referência também na capa para as promessas deixadas pelo Politburo, que anunciou que vai cortar os custos para as empresas em 2016.

 

Por último, o Standard, que continua a olhar com atenção para a nova lei da concorrência e para os avisos deixados pelas autoridades de Hong Kong às empresas e associações de comércio.