Em destaque

18 de Abril de 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9,1616 patacas e 1,1296 dólares norte-americanos.

 

Caso das campas: Florinda Chan diz que foi feita justiça
Segunda, 07/12/2015

Florinda Chan está satisfeita com o ponto final no caso relacionado com a polémica em torno das sepulturas perpétuas do cemitério de São Miguel Arcanjo. “Obviamente. Foi feita justiça. Mas não quero comentar mais”, disse a antiga secretária para a Administração e Justiça, esta tarde, depois da cerimónia de entrega de medalhas a propósito do aniversário da RAEM.

 

No final do mês passado, Raymond Tam viu confirmada a absolvição pelo Tribunal de Segunda Instância. O ex-presidente do Instituto para os Assuntos Cívicos e Municipais (IACM) e outros três funcionários eram acusados do crime de prevaricação, pela demora na entrega de documentos ao Ministério Público sobre as dez campas.

 

O caso envolveu investigações sobre o alegado benefício de familiares de Florinda Chan na concessão permanente de sepulturas. Mas, em 2013, o Tribunal de Última Instância de Macau anunciou a decisão de não pronunciar a antiga secretária para a Administração e Justiça pelos crimes de falsificação de documento, prevaricação e abuso de poder.