Em destaque

18 de Abril de 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9,1616 patacas e 1,1296 dólares norte-americanos.

 

Revista de Imprensa de Macau e Hong Kong (Segunda-feira)
Segunda, 07/12/2015

O desfile “Macau, Cidade Latina”, o colóquio sobre o futuro da comunidade macaense e o último dia de debate sectorial dos Assuntos Sociais e Cultura, na Assembleia Legislativa, marcam os principais destaques da imprensa local.

 

Jornais de Macau em língua chinesa

 

O Ou Mun faz primeira página com o desfile “Macau, Cidade Latina”. Este ano, o evento custou 16 milhões de patacas e voltou a chamar milhares de pessoas para as ruas de Macau, entre as Ruínas de São Paulo e a Praça do Tap Seac.

 

O Va Kio também destaca o mesmo tema. O jornal publica uma série de fotografias em que aparecem o secretário para os Assuntos Sociais e Cultura, Alexis Tam, o presidente do Instituto Cultural, Guilherme Ung Vai Meng, e também Rosa Mota. A antiga campeã olímpica portuguesa participou no evento ao lado dos governantes.

 

Canal chinês da Rádio Macau

 

No canal chinês da Rádio Macau, a emissão tem sido preenchida com o alerta de temperaturas baixas. Esta madrugada, os termómetros chegaram aos 12 graus. De acordo com a previsão dos Serviços Meteorológicos e Geofísicos, o tempo frio vai manter-se no início da semana. No entanto, há perspectivas de melhoramentos.

 

Jornais de Macau em língua portuguesa

 

O Hoje Macau titula “clarificação”. A palavra marcou a intervenção de Leonel Alves, na última sexta-feira, durante o debate das Linhas de Acção Governativa na área dos Assuntos Sociais e Cultura. Se existe vontade política explícita na promoção do português, o deputado diz que tem de existir uma “prática real”. O argumento visava a Universidade de Macau, que vai cortar nos cursos de língua portuguesa, como disciplina opcional.

 

O Jornal Tribuna de Macau escreve que a questão da língua “marca” o colóquio sobre a comunidade macaense, que decorreu no Instituto Politécnico. Esta segunda-feira, a habitual entrevista publicada foi feita com o professor da Universidade de São José Diogo Teixeira. “Macau tem sido gerida sempre no curto prazo”, diz o docente do departamento de arquitectura da instituição.

 

O Ponto Final questiona em título “Quem és? De onde vens? Para onde vais?”. O jornal refere-se ao futuro da comunidade macaense, que voltou a ser tema de um colóquio, este fim-de-semana. A vitória de dois atletas ucranianos na Maratona Internacional de Macau também é outro tema em destaque.

 

Jornais de Macau em língua inglesa

 

“Evitar a catástrofe”, lê-se na manchete do Business Daily. O jornal financeiro dá conta das declarações do deputado e presidente da Associação de Beneficência do Kiang Wu, Fong Chi Keong, que acusa o Governo de “recrutamento agressivo” de pessoal médico para o hospital público. A subida das receitas de 26,4 por cento no sector das convenções e exposições, no terceiro trimestre do ano, também está em destaque.

 

O Macau Daily Times  regressa à última sessão da Assembleia Legislativa e partilha o destaque do Business Daily. “Governo acusado de roubar recursos do sector privado”. A fotografia da primeira página assinala o desfile “Macau, Cidade Latina” que trouxe uma “atmosfera de festa”, apesar de o tempo frio registado nos últimos dias.

 

O Macau Post Daily faz eco de um pedido da Associação dos Trabalhadores do Jogo, que quer que o Governo não autorize mais mesas aos casinos. A petição foi entregue, ontem, na sede do Executivo.

 

Jornais de Hong Kong em língua inglesa

 

O China Daily destaca o “papel importante” da China nas questões ambientais. O compromisso ficou expresso durante a Cimeira do Clima, em Paris. O jornal fala ainda na primeira-dama Peng Lyuan, que “apoia” a luta contra a SIDA, em África. Este é mais um capítulo da visita do casal presidencial chinês a Joanesburgo, onde decorreu a cimeira África-China.

 

O South China Morning Post faz manchete com o alerta do Conselho de Consumidores relacionado com os perigos da carne consumida na região vizinha. Em causa estão os alimentos que provêm de animais alimentados com suplementos que podem ter uma elevada resistência a um tipo de bactérias. O diário coloca ainda na primeira página o “espírito do natal”. Ontem, os alunos de uma escola entregaram comida a 250 famílias carenciadas.

 

O Standard aborda o acidente do responsável da saúde de Hong Kong. Ko Wing-man caiu durante a “Corrida pela Saúde”, que decorreu na região vizinha. Durante duas semanas, vai ficar de baixa.