Em destaque

25 de Abril de 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9,0449 patacas e 1,1156 dólares norte-americanos.

 

Revista de imprensa de Macau e Hong Kong (Quinta-feira)
Quinta, 03/12/2015

A imprensa portuguesa atribui grande destaque à notícia e reacções à decisão da Universidade de Macau de desinvestir nos cursos de língua portuguesa.

 

Jornais de Macau em língua chinesa

O Ou Mun fala na edição de hoje da construção de um sistema de diques na zona da Barra para prevenir inundações no Porto Interior.

 

O Va Kio destaca na primeira página as mudanças no protocolo no controlo de fluxos nas fronteiras. O secretário para a Segurança anunciou que pretende agilizar o trânsito de indivíduos e, em breve, deverá testar esse novo sistema numa das fronteiras com a China.

 

Canal chinês da Rádio Macau

O Ou Mun Tin Toi também tem estado ao longo da manhã a falar do novo protocolo nas fronteiras. O Governo quer testar o novo sistema num dos postos fronteiriços e diminuir a burocracia até agora necessária.

 

Jornais de Macau em língua portuguesa

Montanha mágica é a manchete do Hoje Macau que, na primeira página, pergunta se a língua portuguesa está a desaparecer da Universidade. O jornal fala ainda do aumento da criminalidade ligada ao jogo.

 

O Ponto Final puxa para manchete uma questão de obras públicas. Metro a metro, milhão a milhão, é o título. Quase 7,5 mil milhões de patacas para o novo hospital das ilhas e para o metro até 2017. Números conhecidos ontem pelos deputados. O diário dá ainda destaque à decisão da Universidade de Macau em acabar ate 2017 com o português como língua de opção.

 

O Jornal Tribuna de Macau entrega grande destaque à figura de Henrique Senna Fernandes a propósito da reedição e tradução das obras do escritor. Outro título destaca “o apreço” pela comunidade portuguesa em Macau. Foi o resultado da visita a Fukien de 20 personalidades portugueses e macaenses.

 

Jornais de Macau em língua inglesa

Criminalidade associada ao jogo em alta é a manchete do Business Daily. O jornal de economia atribui grande espaço aos números da criminalidade até Setembro deste ano. Um aumento de 34 por cento. Outro assunto a dominar a primeira diz respeito à passagem hoje do secretário para os Assuntos Sociais pela Assembleia Legislativa para apresentação das Linhas sectoriais de Acção Governativa e, em concreto, a aposta nas Casas Museu da Taipa como centro de lazer a ser explorado pela Casa de Portugal.

 

O Macau Post Independent reserva a manchete a declarações do deputado Chan Chak Mo. “Novas regras anti-fumo vão esmagar sector do tabaco”. O jornal fala também dos projectos de expansão do aeroporto. O plano estará pronto no primeiro trimestre do ano.

 

O Macau Daily Times fala também das Linhas de Acção Governativa de Alexis Tam. “Planos para Nam Va e Taipa como áreas de lazer ao ar livre”. Em grande destaque, com foto, “Casa da Magia abre no Studio City”.

 

Jornais de Hong Kong em língua inglesa

O South China Morning Post estampa na primeira página a declaração de um antigo juíz do Tribunal de Última Instância de Hong Kong. “Sistema judiciário de Hong Kong, um zombie até 2047”, afirma a manchete que cita o magistrado Henry Litton.

 

O China Daily publica uma foto da chegada do casal presidencial Xi a Pretória. “Xi começa visita à África do Sul” diz a fotolegenda. O diário fala também do sistema judiciário de Hong Kong e das declarações de Henry Litton, mas o grande título está reservado ao acordo entre Washington e Pequim no combate ao cibercrime.

 

Já o The Standard tem a primeira página feita de publicidade, mas na página dois o jornal fala da doação, ao longo da vida, do fundador do Facebook de 99 por cento das accções da empresa a instituições de cariz social.