Em destaque

25 de Abril de 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9,0449 patacas e 1,1156 dólares norte-americanos.

 

Lei tabaco: sector teme não sobreviver às medidas do Governo
Quarta, 02/12/2015

A Associação da Indústria do Tabaco de Macau e um grupo de operadores de venda exclusiva de charutos dizem que as alterações à lei do tabaco “ameaçam” os seus negócios. “A conclusão deles é que isto vai afectar os respectivos sectores e pôr em causa a sua sobrevivência”, transmitiu o presidente da 2ª comissão permanente da Assembleia Legislativa, Chan Chak Mo, depois de auscultar a opinião desses responsáveis sobre o diploma que altera o regime de prevenção e controlo do tabagismo.

 

A proibição da exposição de todas as formas de publicidade e de promoção ao tabaco e produtos afins, assim como exposição ou visibilidade dos produtos nos locais de venda fixos e ambulantes, é uma matéria que causa preocupação ao sector, porque vem na sequência de medidas anteriores como os aumentos do imposto e a limitação para 19 na quantidade permitida de produtos de tabaco transportados individualmente até ao território.

 

Segundo Chan Chak Mo, os representantes da Associação da Indústria do Tabaco sublinharam no encontro que o aumento do imposto não resultou numa diminuição significativa no número de fumadores, o que só pode ser explicado com o contrabando. 

 

Já os de operadores de venda exclusiva de charutos tentam distanciar-se dos cigarros, defendendo que os charutos “devem ser tratados de uma forma diferente” porque “a nocividade é menor”. Mas as queixas são principalmente relacionadas com a imposição do fim das salas de prova, refere Chan Chak Mo. “Uma caixa de charutos custa por volta de 7 a 8 mil patacas e sem uma sala de prova perderiam muito negócio.”

 

Com este diploma, o Governo toma ainda a iniciativa de banir totalmente o fumo dos casinos. Uma pretensão que tem causado uma forte contestação também por parte dos operadores de jogo. Face a toda a polémica, os membros da 2ª comissão vão continuar a receber associações para ouvir as suas opiniões, antes de fazerem o diploma subir a plenário agora para a votação na especialidade.