Em destaque

25 de Abril de 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9,0449 patacas e 1,1156 dólares norte-americanos.

 

LAG: Caso Dore é “complexo” e suspeitos estão no exterior
Terça, 01/12/2015

O secretário para a Segurança, Wong Sio Chak, classifica o caso Dore como “complexo”, já que os suspeitos se encontram em parte incerta, fora de Macau. Neste momento, a única certeza é que a Polícia Judiciária (PJ) continua a investigar e a reunir provas.

 

“Sabemos que existem muitas vítimas e o caso é complexo. Além disso, os suspeitos ausentaram-se do território. Não é algo simples”, disse o secretário, no segundo e último dia de debate sectorial das Linhas de Acção Governativa para a área da Segurança.

 

Wong Sio Chak promete “divulgar em tempo útil” os desenvolvimentos do caso. No início de Outubro, a PJ tinha recebido 45 queixas, envolvendo 500 milhões de dólares de Hong Kong.

 

O caso Dore ficou conhecido depois de uma antiga funcionária da empresa de junkets ter desviado depósitos de investidores, que vieram depois a público reclamar a devolução das quantias aplicadas. O dinheiro era entregue com a promessa de obtenção de juros mais elevados do que aqueles que são praticados pelos bancos. De acordo com a Direcção de Inspecção e Coordenação de Jogos, o esquema é ilegal.