Em destaque

21 de Março 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9.2742 patacas e 1.1424 dólares norte-americanos.

Austeridade continua com receitas abaixo de 200 mil milhões
Sábado, 28/11/2015

A austeridade vai continuar se, no próximo ano, as receitas do jogo ficarem abaixo dos 200 mil milhões de patacas, garantiu, na Assembleia Legislativa, o secretário para a Economia e Finanças, Lionel Leong.

 

No segundo dia do debate sectorial sobre as Linhas de Acção Governativa, Lionel Leong afirmou que “temos 200 mil milhões como uma meta para as nossas despesas no ano de 2016. Se as receitas forem abaixo de 200 mil milhões, as medidas de austeridade vão ser continuadas”.

 

Segundo o secretário, “se tivermos que reduzir as despesas, vamos reduzir em vários itens. Por exemplo, nas missões oficiais, nas festas e na feitura de lembranças ou publicidade”.

 

Foi no último mês de Setembro que o Executivo anunciou a entrada em vigor de cortes em todos os serviços públicos e organismos especiais, que passaram a congelar cinco por cento das despesas orçamentadas para a aquisição de “artigos para o funcionamento diário dos serviços ou de bens consumíveis”, e 10 por cento do orçamento para investimento (sem incluir o Plano de Investimento e Despesas de Desenvolvimento da Administração).

 

O Governo esperava, assim, poupar cerca de 1.400 milhões de patacas em 2015.

 

Este plano de contenção entrou em vigor depois de os casinos terem registado receitas de 18.621 milhões de patacas em Agosto, abaixo do limite fixado pelo Executivo de 20 mil milhões.

 

Durante a apresentação das Linhas de Acção Governativa para 2016, no passado dia 17, o Chefe do Executivo avançara com uma previsão, que o próprio apelidou de conservadora, de receitas brutas dos casinos de 200 mil milhões de patacas em 2016, numa média mensal de 16 mil milhões.