Em destaque

21 de Fevereiro 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9.21 patacas e 1.13 dólares norte-americanos.

Revista de imprensa de Macau e Hong Kong (sexta-feira)
Sexta, 27/11/2015

O debate sobre Economia e Finanças, com a presença de Lionel Leong, e os atrasos na construção da ponte do Delta são temas abordados por vários jornais publicados esta sexta-feira.

 

Jornais de Macau em língua chinesa

 

O Ou Mun tem como tema principal da edição a deslocação de Lionel Leong à Assembleia Legislativa: o secretário explicou que o tecto do número de mesas de jogo é para manter e anunciou que está para breve a revisão intercalar da principal indústria de Macau.

 

O Va Kio também opta por escrever sobre o debate de ontem, mas sublinha que o Governo aposta na promoção da indústria de exposições e convenções, e no dinamismo do sector financeiro.

 

Canal chinês da Rádio Macau

 

A Ou Mun Tin Toi tem estado a dar conta das oscilações de temperatura: depois de uma noite fria, os termómetros deverão hoje voltar a subir. Outro tema da manhã informativa: as estatísticas do comércio externo publicadas hoje.

 

Jornais de Macau em língua portuguesa

 

O Jornal Tribuna de Macau escreve na manchete “Lionel Leong ‘chocado’ com despesas em rendas dos serviços públicos”. No destaque fotográfico, uma entrevista ao mágico Luís de Matos: “Faço cada espectáculo como se fosse o último e o primeiro”.

 

O Hoje Macau traz em grande plano o secretário-geral da Associação dos Advogados de Macau, entrevistado nesta edição. “Curso de Direito só na UM ou em Portugal”, diz Paulino Comandante. Nota também na primeira página para o processo que envolveu Raymond Tam: “TSI encerra caso em definitivo”.

 

Este é, de resto, o assunto nas parangonas do Ponto Final, com o título “O enterro definitivo”. Chamada à capa para uma entrevista a Margarida Vila-Nova e Ivo Ferreira: “Juntos na tela, na loja e na vida”.

 

Jornais de Macau em língua inglesa

 

O Business Daily puxa para a manchete pelo facto de o Governo pretender manter o tecto do número de mesas – uma ideia deixada ontem por Lionel Leong na Assembleia Legislativa. A ponte do Delta é outro tema em foco: há um ano de atraso na inauguração, por causa da falta de materiais e de mão-de-obra, bem como de questões ambientais.

 

“Lionel Leong confrontado com desgraças do jogo e das pequenas e médias empresas”, conta o Macau Daily Times nas gordas. No destaque com imagem está também o atraso da ponte Hong Kong-Macau-Zhuhai, que já não vai entrar em funcionamento em 2016.

  

Já o Macau Post Daily cita o secretário para a Economia e Finanças, que explicou ontem que a revisão intercalar do jogo deverá estar concluída no final deste ano ou no princípio do próximo. O jornal recupera ainda uma ideia anunciada nas Linhas de Acção Governativa para 2016: o Executivo vai incentivar financeiramente as empresas que empreguem portadores de deficiências, através de uma diminuição da carga fiscal. Os Serviços de Finanças já estão a preparar o diploma.

 

Jornais de Hong Kong em língua inglesa

 

Em foco no China Daily está a conferência de três dias da Comissão Militar Central, que tem como assunto principal a reforma do Exército Popular de Libertação. O jornal dá ainda destaque ao facto de os jovens estudantes do sexo masculino serem atingidos pela SIDA e pelo VIH.

 

No South China Morning Post as gordas são também dedicadas à reforma do Exército Popular de Libertação – Xi Jinping quer mudanças até 2020. Noutro título, a temperatura em Hong Kong, que se prepara para um Inverno ameno, depois de um ano quente.

 

Por último, o Standard, que tem como notícia principal da edição de hoje os atrasos na ponte Hong Kong-Macau-Zhuhai e a polémica que está a gerar o modo como os responsáveis pelo projecto têm estado a gerir o processo.