Em destaque

21 de Fevereiro 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9.21 patacas e 1.13 dólares norte-americanos.

Revista de imprensa de Macau e Hong Kong (quinta-feira)
Quinta, 26/11/2015

O Orçamento para 2016 e o novo edifício de doenças infecto-contagiosas que vai ser construído em Macau – são alguns dos temas dos jornais locais desta quinta-feira. Em Hong Kong, a imprensa olha para os planos de afirmação da China na Europa Central e de Leste.

 

Jornais de Macau em língua chinesa

 

Em grande plano no Ou Mun está hoje o debate de ontem na Assembleia Legislativa, com a presença do secretário para a Economia e Finanças, e a aprovação do Orçamento para 2016.

 

O Va Kio também escolhe o mesmo tema para a primeira página, dando destaque ao facto de a dotação orçamental para o próximo ano ter descido.

 

Canal chinês da Rádio Macau

 

A Ou Mun Tin Toi tem estado esta manhã a dar conta ainda do Orçamento para o próximo ano, aprovado ontem na Assembleia Legislativa. Outro tema em foco: a ligação ferroviária entre Zhuhai e Guilin, que entra em funcionamento no sábado.

 

Jornais de Macau em língua portuguesa

 

O Jornal Tribuna de Macau escreve na manchete que “funcionários públicos querem reposição do poder de compra em 2017”. Noutros destaques, “Japão e Vietname aderem a debates em Português no Instituto Politécnico de Macau” e “China Telecom estreou serviços da rede 4G”.

 

No Hoje Macau, em foco a violência doméstica: “Governo e associações assinam compromisso de tolerância zero – Agir antes da lei”. Nota ainda para o novo Governo em Portugal – “Costa no Castelo”.

 

Quanto ao Ponto Final, elege a saúde como tema principal da edição: “Luz verde para edifício de doenças infecto-contagiosas”. Chamada à capa também para uma entrevista: “O Portugal sentido de José Ribeiro e Castro”.  

 

Jornais de Macau em língua inglesa

 

O Business Daily conta nas gordas que foi aprovado o Orçamento para 2016. Noutro destaque, a extensão do 4G, com a entrada em funcionamento deste serviço através da China Telecom.

 

Quanto ao Macau Daily Times, escreve nas parangonas o desaparecimento do presidente da sucursal de Hong Kong de uma das maiores seguradoras da China é “um mistério embaraçoso” para o mercado da região vizinha. No destaque fotográfico, o Orçamento para 2016: “Governo espera gastar mais apesar de descida das receitas no próximo ano”.

 

O Macau Post Daily opta por puxar para a manchete pelas declarações do presidente da Assembleia Legislativa, que pediu aos deputados por serem “profissionais”. No resto da capa, espaço para o novo Governo em Portugal.

 

Jornais de Hong Kong em língua inglesa

 

Em foco no China Daily está o encontro entre a China e os países da Europa Central e de Leste. Noutra chamada à capa, os planos para o clima que Xi Jinping vai apresentar em Paris.

 

O South China Morning Post dá também destaque à linha ferroviária de alta velocidade que a China quer construir entre a Europa de Leste e a Europa Central. Espaço também na capa para a situação no Médio Oriente: “Rússia envia sistema de mísseis para a Síria”.

 

Por último, o Standard, que tem como notícia principal da edição de hoje a polémica em torno de um novo projecto urbanístico em Kai Tak – quatro administradores da Autoridade de Renovação Urbana escreveram ao presidente do organismo e pediram uma reunião especial para discutir o assunto.