Em destaque

21 de Fevereiro 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9.21 patacas e 1.13 dólares norte-americanos.

Revista de imprensa de Macau e Hong Kong (quarta-feira)
Quarta, 25/11/2015

As dúvidas sobre o suicídio de um funcionário do Comissariado contra a Corrupção, a visita de Alexis Tam a uma escola da Caritas e o abate do avião russo pela Turquia – são alguns dos temas em foco nos jornais desta quarta-feira.

 

Jornais de Macau em língua chinesa

 

O Ou Mun tem como notícia principal da edição de hoje um incêndio num prédio, um incidente que levou ao hospital sete pessoas, por terem inalado fumo. O jornal traz ainda a história de um sequestro em que estão envolvidos residentes de Macau.

 

O Va Kio opta por dar espaço na primeira página à visita a uma escola da Caritas feita pelo secretário para os Assuntos Sociais e Cultura. Alexis Tam quer melhorar as condições de todos os estabelecimentos de ensino durante as duas próximas décadas.

 

Canal chinês da Rádio Macau

 

A Ou Mun Tin Toi tem estado esta manhã a acompanhar as declarações de vários responsáveis dos Serviços de Saúde que participaram no programa de debate da emissora. A rádio está também a alertar a população para a descida de temperatura que se prevê para hoje.

 

Jornais de Macau em língua portuguesa

 

“Leonel Alves pede mais divulgação do Direito de Macau”, escreve o Jornal Tribuna de Macau na manchete. No destaque fotográfico, “Renovação do ‘Capitol’ exclui vendilhões”.

 

O Hoje Macau publica hoje uma grande entrevista a Ramalho Eanes, que recebe mais logo o Prémio Internacional da Paz em Manila. O antigo Presidente da República diz que “Governo de esquerda é incontornável”. Noutra chamada à primeira página, o caso do suicídio do funcionário do CCAC – “Coutinho quer investigação independente”.

 

Quanto ao Ponto Final, elege para tema principal da edição a segunda sessão das Linhas de Acção Governativa com a presença de Sónia Chan, para o título “Novas regras para o trabalho por turnos”. Noutro destaque, o regime de notariado: “Causídicos esperam abordagem cautelosa e mudanças ponderadas”.

 

Jornais de Macau em língua inglesa

 

O Business Daily diz que o CCAC é acusado de terror pela viúva do funcionário do CCAC que terá cometido suicídio. Noutro destaque, o aumento das vendas a retalho.

 

Quanto ao Macau Daily Times, escreve na manchete que o “CCAC renova tese de suicídio, viúva do funcionário contesta”. No destaque com imagem, “Rússia confirma que avião foi abatido junto da fronteira com a Turquia”.

 

Já o Macau Post Daily ocupa parte da primeira página com um texto sobre a visita de Alexis Tam a uma escola da Caritas e a promessa deixada pelo secretário, que pretende que todos os estabelecimentos de ensino tenham zonas ao ar livre para que as crianças possam ver o céu. Noutra notícia, o apelo à calma deixado pelo secretário-geral da ONU depois de ter sido abatido um avião militar russo.

 

Jornais de Hong Kong em língua inglesa

 

Em foco no China Daily estão os planos para a criação de uma linha ferroviária de alta velocidade entre a Sérvia e a Hungria. Na fotolegenda da capa, o primeiro-ministro Li Keqiang a ver as horas, enquanto corre para uma série de reuniões. Os media chineses, conta o jornal oficial, falam em “ritmo de Keqiang” para descreverem o estilo de trabalho do chefe de Governo.

 

O South China Morning Post dá destaque à reestruturação do Exército de Libertação Popular. Noutro texto a merecer estar na capa, o abate do avião militar russo perto da fronteira com a Síria.

 

Este é, de resto, o tema principal da edição de hoje do Standard que, na actualidade local, olha com atenção para os negócios do filho de Li Keqiang: metade dos accionistas da Power Assets recusaram um plano de fusão da empresa com a Cheung Kong Infraestructure.