Em destaque

14 de Fevereiro 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9.1522 patacas e 1.1278 dólares norte-americanos.

Revista de imprensa de Macau e Hong Kong (terça-feira)
Terça, 10/11/2015

As ideias de Alexis Tam para a zona do Carmo e a infracção cometida pela empresa que gere o auto-silo do Jardim Comendador Ho Yin – são temas em destaque nos jornais locais. Em Hong Kong, a imprensa olha para as eleições no Myanmar.

 

Jornais de Macau em língua chinesa

 

O Ou Mun escreve nas gordas que foram descobertos dois corpos num edifício do bairro Horta e Mitra. Trata-se de um homem de Hong Kong e de uma mulher do Vietname – a polícia desconfia de um caso de duplo suicídio. Em grande plano também a infracção cometida pela empresa que gere o auto-silo do Jardim Comendador Ho Yin.

 

Os quase 400 passes mensais emitidos sem autorização pela companhia que gere o parque de estacionamento no NAPE estão em foco no Va Kio. O jornal reserva espaço na primeira página para um caso de polícia: um homem da China Continental que se encontrava ilegalmente no território foi detido por se suspeitar ter tentado assaltar um restaurante, depois de ter perdido o dinheiro que tinha num casino.

 

Canal chinês da Rádio Macau

 

A Ou Mun Tin Toi tem estado esta manhã a dar conta sobretudo de temas da actualidade internacional, do estudo revelado ontem acerca das consequências a longo prazo do aquecimento global, à recomendação de uma comissão independente instituída pela Associação Mundial Antidopagem, que sugere a suspensão do atletismo russo.

 

Jornais de Macau em língua portuguesa

 

“Alexis Tam conta com Casa de Portugal para ‘dar vida’ às Casas-Museu”, escreve o Jornal Tribuna de Macau na manchete. No destaque com imagem, “James Jacinto recorda pontos altos de vasto percurso profissional – 30 anos de carreira atrás das câmaras”.

 

O Hoje Macau escolhe o mesmo tema para as gordas, com o título “Hoje é dia de festa” – “Casas-Museu vão ganhar nova vida”. Em foco também os terrenos: “Au Kam San aponta dedo à DSSOPT”.

 

Quanto ao Ponto Final, elege para tema principal da edição os recursos de terras, com o título “Caducidade anunciada”. “Memória, histórias e vida das ilhas fantásticas”, lê-se noutro título, acerca de uma entrevista ao escritor cabo-verdiano Germano Almeida.

 

Jornais de Macau em língua inglesa

 

O Business Daily conta que o Governo vai recuperar 26 terrenos. Noutro destaque, a infracção cometida pela empresa que gere o parque de estacionamento do Jardim Comendador Ho Yin, ao emitir passes mensais não autorizados por lei. 

 

Quanto ao Macau Daily Times, avança que a MGM Cotai vai ter um espectáculo residente “único”. No destaque fotográfico, a zona do Carmo e os projectos de Alexis Tam para o local.

 

O Macau Post Daily ocupa parte substancial da primeira página com os passes emitidos pelo auto-silo do Jardim Comendador Ho Yin. Referência ainda para um tiroteio no México: 10 pessoas morreram durante uma luta de galos.

 

Jornais de Hong Kong em língua inglesa

 

O China Daily destaca nas parangonas o estado de espírito de Washington em relação a Pequim: um investigador diz que, na última década, os Estados Unidos passaram de preocupados a ansiosos em relação à China. Noutro título, a garantia de que o Governo Central respeita o resultado das eleições no Myanmar, país a que dará apoio para que haja estabilidade e desenvolvimento.

 

As eleições no Myanmar estão em foco no South China Morning Post, com uma fotografia de Aung San Suu Kyi, mas a manchete é dedicada ao acordo sobre ciberespionagem que a China e a Alemanha pretendem celebrar no próximo ano.

 

Por último, o Standard, que tem como notícia principal da edição de hoje o impacto que a subida das taxas de juro nos Estados Unidos poderá ter no mercado imobiliário de Hong Kong. Há espaço ainda na capa para contar que a junta birmanesa admitiu a derrota nas eleições de domingo passado.