Em destaque

14 de Fevereiro 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9.1522 patacas e 1.1278 dólares norte-americanos.

Saúde: China, Hong Kong e Macau apostam na formação conjunta
Quarta, 04/11/2015

Apostar na formação de profissionais, na troca de informações e na prevenção e controlo de doenças transmissíveis. São as linhas chave que saíram da 14ª Conferência Conjunta das administrações de saúde que reuniu responsáveis de Saúde do Interior da China, Hong Kong e Macau.

Do lado de Macau, o secretário Alexis Tam insistiu na importância do aprofundamento dos mecanismos de prevenção e controlo visto que “a defesa contra novas doenças transmissíveis” tem sido um tema que o governo da RAEM tem dado grande importância no âmbito de saúde, afirmou.

A ministra da Saúde e Planeamento Familiar chinesa destacou a relevância da cooperação entre as regiões. Li Bin quer promover a cooperação global das três regiões através da comunicação mútua de informações, mas também através da formação de profissionais de saúde. A este propósito, foram anunciados acordos de cooperaçãoda China relativos à formação de profissionais com Hong Kong e com os Serviços de Saúde de Macau.