Em destaque

22 de Fevereiro 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9.20 patacas e 1.13 dólares norte-americanos.

2014: Portugueses são 11,5% do total de emigrantes em Macau
Quinta, 29/10/2015

No ano passado, emigraram para Macau 262 portugueses, número representa uma descida de 1,1 por cento em relação a 2013. São dados que constam do Relatório da Emigração, divulgado esta quarta-feira em Portugal.

 

No contexto da emigração portuguesa, Macau fica em terceiro lugar na lista dos países ou regiões onde a entrada de portugueses mais tem impacto no total de entradas de estrangeiros no lugar de destino.

 

Em 2014, as entradas de portugueses representaram 11,5 por cento das entradas totais em Macau, o terceiro valor mais elevado em todo o mundo.

 

Analisando os fluxos migratórios a partir do impacto no destino, verifica-se que os portugueses representam 17 por cento dos imigrantes entrados no Luxemburgo em 2014, 12 por cento na Suíça em 2013 e 11,5 por cento em Macau em 2014.

 

De acordo com o relatório do governo português, na emigração portuguesa para Macau houve “um aumento progressivo” entre 2010 e 2014, mas “uma ligeira diminuição de 2013 para 2014”.

 

No ano passado, o número de entradas de portugueses em Macau totalizou 262, menos 1,1 por cento do que em 2013.

 

Em 2007 tinham emigrado 146 portugueses para Macau, número que foi descendo até 2010, quando se registaram 131 entradas. A partir daí houve um aumento para 181, em 2001, para 216, em 2012 e 265, em 2013, o valor mais elevado dos últimos oito anos.

 

Com base no último censos de Macau, realizado em 2011, nesse ano o número de portugueses emigrados em Macau era de 1.835, mais 39 por cento do que em 2006.

 

Sem dados mais recentes para análise, o relatório concluiu que o número de portugueses em Macau “continua acima dos mil”, sendo o território “o décimo nono em todo o mundo onde residem mais portugueses emigrados”.

 

No contexto global, olhando para os registos consulares de portugueses residentes no estrangeiro, Macau aparece no oitavo lugar com 165 mil inscrições.

 

Outro dado revelado por este relatório oficial indica que, no quarto trimestre de 2014, havia em Macau um beneficiário do Apoio Social a Idosos Carenciados das Comunidades Portuguesas, medida que “tem como objectivo proporcionar condições mínimas de subsistência, designadamente alojamento, alimentação, cuidados de saúde e higiene”.

 

No contexto global, Portugal é o 12.º país do mundo com mais emigração. No total, o Banco Mundial estima que haverá cerca de 2,3 milhões de portugueses a viver no estrangeiro (há pelo menos um ano).