Em destaque

21 de Fevereiro 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9.21 patacas e 1.13 dólares norte-americanos.

Mais uma morte no São Januário sob investigação
Sábado, 24/10/2015

A morte de uma paciente do Centro Hospitalar Conde de São Januário, que foi operada no passado dia 8 de Outubro, está a ser investigada pelas autoridades judiciais depois de a família da mulher ter recusado um requerimento de autópsia.

 

Só este ano, contam-se três investigações abertas a mortes no hospital público, depois dos casos envolvendo um bebé de cinco meses de idade e uma mulher de 78 anos.

 

Segundo um comunicado dos Serviços de Saúde, no dia 8 de Outubro uma mulher foi submetida a uma cirurgia para tratamento do cancro do esófago e, no último dia 21, “o estado clínico da doente piorou subitamente, entrando em choque”.

 

Segundo se lê no comunicado, “o pessoal médico procedeu a todas as manobras de socorro, sem sucesso” e “a doente acabou por falecer”.

 

Foi requerida uma autópsia, mas os familiares recusaram. O caso está “a ser investigado e tratado pelo órgão judicial que irá averiguar aprofundadamente as causas da morte da doente”, referem os Serviços de Saúde.