Em destaque

21 de Fevereiro 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9.21 patacas e 1.13 dólares norte-americanos.

Eleições: Coutinho arrasa mas não consegue ser eleito
Quinta, 15/10/2015

 Estão fechados os resultados das eleições legislativas portuguesas do passado dia 4 de Outubro. Nos círculos da emigração, a coligação PàF conseguiu eleger três deputados, com o Partido Socialista a conquistar um assento no Parlamento português. A coligação à direita teve 43,9 por cento dos votos, 20 por cento foram para o Partido Socialista e 9,5 por cento para o “Nós! Cidadãos”.

 

Nos consulados da China, o “Nós! Cidadãos”, com Pereira Coutinho como cabeça de lista, foi o partido mais votado, com 81,3 por cento dos votos, sendo que, com a votação nas outras mesas do Círculo de Fora da Europa, conseguiu ao todo 2631. Em segundo lugar surge a PàF com 6,8 por cento dos votos (214) e o Partido Socialista com 3,1 por cento (97 votos). Num universo de 8294 inscritos, votaram 3111.

 

Na primeira reacção aos resultados das eleições, em entrevista à Rádio Macau, Pereira Coutinho manifestou-se extremamente satisfeito com o resultado e disse que, se houver eleições a curto prazo, tenciona voltar a candidatar-se.

 

“Os resultados são inequívocos. De facto, o ‘Nós! Cidadãos’ é a segunda força mais votada nas eleições. Estamos extremamente satisfeitos com o resultado, não obstante as dificuldades que tivemos, com as queixas de muitas pessoas que não receberam o boletim de voto, mesmo tendo os endereços correctos”, aponta. “Isto é grave, deve ser investigado, para que esses erros não se voltem a repetir.” O líder do movimento, Mendo Henriques, já anunciou que pretende entregar esta quinta-feira um pedido de impugnação das eleições por causa dos boletins de voto que não chegaram.