Em destaque

18 de Abril de 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9,1616 patacas e 1,1296 dólares norte-americanos.

 

Revista de imprensa de Macau e Hong Kong (terça-feira)
Terça, 13/10/2015

O incêndio num autocarro da TCM e o Fórum de Economia de Turismo Global, que arrancou ontem em Macau. São temas fortes nos jornais desta terça-feira.

 

Jornais de Macau em língua chinesa

 

O Ou Mun dedica grande parte da primeira página ao incêndio ontem registado num autocarro a gás da TCM. Noutro destaque, a inclusão dos edifícios industriais no Fundo de Reparação Predial, ontem anunciada em Boletim Oficial.

 

O Va Kio também ocupa a capa com fotografias do incêndio do autocarro, mas reserva espaço para um texto e imagens sobre o encontro do Chefe do Executivo, Chui Sai On, com o primeiro-ministro do Camboja, Hun Sen.

 

Canal chinês da Rádio Macau

 

A Ou Mun Tin Toi tem estado esta manhã a dar conta de uma história denunciada pelas redes sociais acerca de documentos de pacientes do Centro Hospitalar Conde de São Januário que se terão perdido, um caso que está agora a ser investigado.

 

Jornais de Macau em língua portuguesa

 

O Jornal Tribuna de Macau escreve na manchete que “Jogo em Macau deverá pesar 62 por cento no mercado asiático em 2016”. No destaque fotográfico, “Fórum de Turismo Global salienta papéis da cultura e formação”. No topo da página, “Confiança dos consumidores na economia e emprego sofre queda acentuada”.

 

O Hoje Macau conta que o novo regime de apoio do Instituto de Acção Social não satisfaz privados: “À beira do subsídio”. Nota também para o concerto de Pedro Moutinho: “Encontro na Fortaleza”.

 

“De destino a centro de saber”, lê-se no Ponto Final, que dedica parte da capa à quarta edição do Fórum de Economia de Turismo Global. Referência também na capa à Universidade de Macau: “ordem para votar, mesmo em protesto”.

 

Jornais de Macau em língua inglesa

 

O Business Daily dedica a manchete ao “Fórum de Economia de Turismo Global”, com o título “Era das viagens”. O económico faz ainda as contas a uma “decepcionante Semana Dourada”.

 

Quanto ao Macau Daily Times, escreve nas parangonas que “Quota do turismo asiático deve atingir 30 por cento em 2030”. No destaque com imagem, a abertura do campus do Instituto de Formação Turística nas instalações da antiga Universidade de Macau.

 

O Macau Post Daily ocupa parte substancial da primeira página com as declarações do secretário-geral da Organização Mundial de Turismo, que considera que “Macau deve desenvolver turismo multi-destinos”. O jornal olha ainda para os preparativos das eleições nas Filipinas.

 

Jornais de Hong Kong em língua inglesa

 

Em foco no China Daily está a revisão das regras do Partido Comunista Chinês, que tem como objectivo principal o combate ao mau comportamento. Também em grande plano, a condenação de dois aliados do antigo responsável pela Segurança, Zhou Yongkang: os dois altos quadros foram condenados a pemas de prisão de 13 e de 16 anos.

 

O South China Morning Post dá destaque ao facto de a bolsa de Xangai ter registado ontem ganhos superiores a três por cento. O matutino publica ainda um texto na primeira página acerca de um estudo sobre o aquecimento global na Ásia Oriental nos últimos 30 anos e as consequências para a saúde de quem vive nesta zona do mundo.

 

Por último, o Standard, que tem como notícia principal da edição de hoje o assalto à mansão do chefe do HSBC na antiga colónia britânica – os quatro assaltantes levaram bens no valor de quase 2,5 milhões de dólares de Hong Kong.