Em destaque

21 de Fevereiro 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9.21 patacas e 1.13 dólares norte-americanos.

Revista de imprensa de Macau e Hong Kong (segunda-feira)
Segunda, 12/10/2015

Os resultados do sector da hotelaria na Semana Dourada, o resgate de três pescadores, uma entrevista a Sónia Chan – assuntos em foco na imprensa desta segunda-feira.

 

Jornais de Macau em língua chinesa

 

O Ou Mun dedica parte substancial da capa aos automóveis que se encontram estacionados na via pública há mais de oito dias, em situação irregular – as autoridades avisam que as viaturas vão ser rebocadas. Nota ainda para o caso de três pescadores que foram ontem salvos depois de a embarcação se ter afundado.

 

Este é precisamente o tema central do Va Kio, que escreve que os três pescadores foram ajudados pelas autoridades de Zhuhai.

 

Canal chinês da Rádio Macau

 

A Ou Mun Tin Toi tem estado esta manhã a dar conta da cerimónia de inauguração da exposição “Poesia e Pintura de Zhejiang”. Outros assuntos a marcar a informação da emissora: as alterações ao regulamento do Plano Provisório de Apoio Financeiro para Reparação das Instalações Comuns de Edifícios Baixos e as mudanças no regulamento do Plano de Apoio Financeiro para Reparação de Edifícios, hoje publicadas em Boletim Oficial.

 

Jornais de Macau em língua portuguesa

 

O Jornal Tribuna de Macau publica hoje uma entrevista a Sónia Chan. “Governo quer ‘aumentar a competitividade nas eleições indirectas’ para a Assembleia Legislativa”, diz a secretária para a Administração e Justiça. Noutras chamadas à primeira página, “Proprietários protestam contra atrasos no Pearl Horizon e exigem promessa de entrega das casas” e “World Press Photo oferece novo ‘festim de diversidade’ foto-jornalística na Casa Garden”.

 

“Prognóstico reservado”, escreve o Hoje Macau, a propósito do facto de o hospital das Ilhas ainda não ter “prazo nem orçamento”. Noutro destaque, uma reportagem sobre educação, com o título “Novos tempos, novas causas”.

 

Quanto ao Ponto Final, elege para tema principal da edição o relatório do Congresso norte-americano: “Ingerência para uns, consistência para outros”. O matutino olha também para a Universidade de Macau, onde “Estudantes e Gabinete de Assuntos Académicos [estão] de candeias às avessas”.

 

Jornais de Macau em língua inglesa

 

O Business Daily conta que, apesar dos grandes descontos, os hotéis de luxo fizeram menos negócio durante a Semana Dourada de Outubro. O jornal reserva também espaço na capa para o relatório do Congresso norte-americano e a reacção do Governo de Macau ao que vem lá escrito.

 

O Macau Daily Times também elege o turismo como assunto central da edição, ao escrever nas gordas que Macau e Hong Kong registaram um abrandamento no sector durante a Semana Dourada. Noutro destaque, “atentados suicidas matam 97 pessoas em manifestação pacífica em Ancara”.

 

Já o Macau Post Daily refere que “os investidores do Pearl Horizon pedem ajuda ao Governo”. Em foco também a Turquia: as autoridades estão a tentar identificar os bombistas suicidas de manifestação pacífica.

 

Jornais de Hong Kong em língua inglesa

 

O China Daily relata que as mudanças no sistema judicial na China, que tornam mais fácil avançar para processos em tribunal, levaram a um aumento substancial do número de casos. Em foco também a dupla explosão na Turquia e a investigação centrada no Estado Islâmico.

 

O South China Morning Post dá destaque às declarações do ministro das Finanças da China, que entende que ainda não chegou a altura para os Estados Unidos aumentarem as taxas de juro. Outro texto na primeira página: os novos líderes do Sri Lanka estão a tentar levar por diante um investimento chinês para a construção de um porto que se tornou um símbolo dos excessos do anterior Governo.

 

Quanto ao Standard, tem como notícia principal da edição de hoje um crime de vandalismo que aconteceu no cemitério de Tai Po: quase 20 campas foram destruídas à procura de ouro. Os caixões foram encontrados abertos e, em vez dos restos mortais, estavam cheios de pedras, folhas e lixo.