Em destaque

21 de Fevereiro 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9.21 patacas e 1.13 dólares norte-americanos.

DST vai oferecer excursões para cativar turistas
Sexta, 25/09/2015

Atrair mais visitantes internacionais e fazer com que passem mais tempo em Macau são os objectivos que os Serviços de Turismo pretendem alcançar com um novo plano de promoção que está a ser ultimado e que, revelou à Rádio Macau a directora Helena Senna Fernandes, vai incidir na oferta de excursões por Macau.

 

De acordo com a responsável, “está em preparação uma campanha para atrair turistas e para fazer com que pernoitem em Macau, e também para aumentar o fluxo de turistas internacionais. Da nossa parte dos Serviços de Turismo, vamos suportar para aumentar a parte das excursões. Claro que vamos ter algumas despesas. Quando [as agências] atraem os turistas, vamos oferecer um ‘tour’ mais prolongado para mais sítios em Macau”.

 

Segundo Helena Senna Fernandes, “não vamos contribuir para os hotéis”, mas as agências de viagens vão sair beneficiadas: “Vamos trabalhar em conjunto. Claro que as agências têm que ir procurar os turistas e fazer a sua promoção. Da nossa parte, se eles conseguirem atrair os turistas internacionais, e tem que ser a pernoitar, nós vamos oferecer um ‘tour’”.

 

Nestas declarações à Rádio Macau, Helena Senna Fernandes comentou ainda as previsões da indústria do turismo sobre uma queda de 20 por cento no número de visitantes durante a próxima semana dourada.

 

A directora não se compromete, para já, com a antecipação de um número, mas admite quebras: “Ainda não temos as últimas informações dos hotéis ou das agências de viagens. Os nossos parceiros da China também estão a dizer-nos que devido a esta semana dourada ser muito prolongada para além do normal, por causa dos feriados do Bolo Lunar, há muita gente que vai aproveitar a possibilidade para fazer viagens de mais longo curso e isso vai afectar os destinos de mais curta duração”.

 

Apesar de uma eventual quebra, Helena Senna Fernandes mantém que o objectivo é igualar até ao final do ano o mesmo número de turistas de 2014, ou seja, 31 milhões: “Estamos a trabalhar nesse sentido. É o nosso alvo, mas vamos ser realistas e acompanhar a evolução dos turistas e mudar a nossa estratégia conforme a situação”.

 

Helena Senna Fernandes falou à Rádio Macau  à margem da apresentação da exposição "Macau x LEGO".