Em destaque

21 de Fevereiro 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9.21 patacas e 1.13 dólares norte-americanos.

Albano Martins duvida dos planos no Jockey Club
Quarta, 23/09/2015

O presidente da ANIMA – Sociedade Protectora dos Animais de Macau, Albano Martins, duvida dos planos de investimento no Jockey Club. A Companhia de Corridas de Cavalos avançou hoje à Rádio Macau que quer ter mais animais, competições e investidores. Além disso, está a fazer obras nos actuais estábulos e pretende avançar para a construção de novos.

 

“Sabemos que, no passado, existiam mais de mil cavalos. Agora, há pouco mais de 300. Sabemos que há dois estábulos que, neste momento, estão praticamente partidos. Não há espaço para mais estábulos. Dizem que vão construir novos estábulos? É impossível”, argumenta Albano Martins, em declarações à Rádio Macau.

 

“Neste momento, não estão a fazer obras”, acrescenta o responsável da ANIMA.

 

Albano Martins lembra a actual actividade do Jockey Club. “Têm vindo a perder dinheiro. Vimos as contas deles no ano passado, as dívidas todas que têm, os prejuízos acumulados brutais. Até ao segundo trimestre do ano, os dados oficiais do valor das receitas caiu 90 por cento e o valor das apostas 93 por cento. Isto só significa que aquela actividade está, praticamente, parada”, nota.

  

O presidente da ANIMA aguarda a publicação, em Boletim Oficial, do novo contrato de exploração do Jockey Club, renovado até 31 de Agosto de 2017. Só nessa altura vão ser conhecidas as contrapartidas exigidas pelo Governo.

 

Até lá, Albano Martins deixa um apelo ao director-executivo do espaço, Thomas Li. “Por que não deixar os jornalistas irem ver as condições em que se encontra o Jockey Club? Não digo agora, daqui a três meses. Daqui a três meses, vamos lá ver as condições em que se encontram os animais inactivos, os animais acabados de chegar, as instalações. Aí podemos verificar in loco quem é que está a dizer mentiras no meio disto tudo”, explica.

 

Entretanto, a Rádio Macau questionou a Direcção dos Serviços de Solos, Obras Públicas e Transportes para saber se foi emitida uma licença de construção no Jockey Club, para a zona dos estábulos, conforme adiantou a empresa. Até ao momento, não foi enviada qualquer resposta.