Em destaque

19 de Fevereiro 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9.16 patacas e 1.12 dólares norte-americanos.

Ng Lap Seng detido nos Estados Unidos
Terça, 22/09/2015

O empresário de Macau Ng Lap Seng foi detido nos Estados Unidos. É acusado de ter levado de forma ilegal para o país 4,5 milhões de dólares. O empresário, ligado à construção civil, está detido desde sábado e já há uma acusação formal, que foi tornada pública esta segunda-feira no tribunal federal de Manhattan.

 

Além de Ng Lap Seng, é também arguido um assistente do empresário, de nome Jeff Yin. A notícia é avançada pela agência Reuters, que explica que a justiça norte-americana considera que o empresário de Macau prestou falsas declarações e obstruiu o trabalho dos serviços alfandegários do país. O caso está a ser tratado pela unidade de luta contra a corrupção do Gabinete de Investigação Federal.

 

O advogado de Ng Lap Seng não fez qualquer comentário à Reuters. Também em silêncio preferiu ficar o defensor do braço direito do empresário.

 

De acordo com a acusação, os 4,5 milhões de dólares foram transportados em dinheiro para os Estados Unidos, entre Julho de 2013 e este mês, com a ajuda do assistente de 29 anos. Ng Lap Seng e Jeff Yin terão alegado que o dinheiro se destinava à aquisição de obras de arte, antiguidades e imobiliário ou para ser usado nos casinos. A acusação não especifica qual o verdadeiro propósito do dinheiro.

 

Não é a primeira vez que Ng Lap Seng e o dinheiro que leva para os Estados Unidos são motivo para confusões: em 1996, esteve envolvido num escândalo sobre uma alegada doação ilegal de dinheiro para a campanha de Bill Clinton, sendo que terá transferido, na altura, um milhão de dólares para um empresário da terra natal do candidato presidencial. O caso foi investigado pelo Senado, mas não chegou a haver uma acusação formal.

 

Mais recentemente, Ng Lap Seng apareceu associado à polémica entre Sheldon Adelson a Steven Jacobs.

 

Com um passado e um presente político, em Pequim – junto da Conferência Consultiva Política do Povo Chinês – e também em Macau, o empresário da construção civil faz parte da comissão que elege o Chefe do Executivo. Ainda no mês passado foi nomeado consultor do Conselho para o Desenvolvimento Económico.