Em destaque

21 de Março 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9.2742 patacas e 1.1424 dólares norte-americanos.

USJ aguarda quota para ter alunos do Continente
Segunda, 21/09/2015

A Universidade de São José (USJ) quer receber 60 alunos da China Continental. “Temos a consciência de que os alunos precisam de um tratamento especial. Falam mandarim, precisam de integração social, precisam de ser acompanhados nas suas residências. Portanto, não quisemos ter uma espécie de ‘tsunami’ de estudantes, para garantir o apoio de qualidade que gostaríamos de dar”, disse o reitor da instituição, Peter Stilwell, depois de uma visita ao novo campus da USJ, na Ilha Verde, que contou com a participação do secretário para os Assuntos Sociais e Cultura, Alexis Tam.

 

Só as instituições de ensino superior públicas podem receber alunos da China Continental. Mas o Governo já apresentou uma proposta, em Pequim, para mudar as regras.

 

“O processo está a andar. Estou muito optimista”, referiu Alexis Tam.

 

O secretário garante todo o apoio à USJ devido à aposta da instituição na área do ensino da língua portuguesa. “Eu quero tornar Macau num centro de formação de língua portuguesa da Ásia-Pacífico. A Universidade de Macau não chega. Por isso, a Universidade de São José também vai ser nossa parceira para avançar com este projecto”, referiu o responsável pela área da educação em Macau.

 

O novo campus da USJ é outra mais-valia, nota Alexis Tam. O projecto deve estar terminado em Dezembro, apesar de uma secção das obras só ficar concluída no início do próximo ano.

 

Quanto ao orçamento, o reitor Peter Stilwell garante que está de acordo com a previsão inicial: entre 500 e 600 milhões de patacas.

 

“Temos conseguido manter tudo dentro dos parâmetros previstos. Portanto, para já, continuamos com as mesmas contas, o que é coisa rara, aqui em Macau”, salientou Stilwell.

 

A maior fatia do financiamento chega do Governo, através da Fundação Macau e da Direcção dos Serviços de Educação e Juventude. Só este ano, o valor entregue foi de 370 milhões de patacas.

 

O novo campus tem capacidade para 2200 alunos. No mesmo espaço vai ainda funcionar o Colégio Diocesano de São José.