Em destaque

26 de Abril de 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9.0301 patacas e 1.1139 dólares norte-americanos.

Inquérito: Cinema e bibliotecas são os mais procurados
Sexta, 18/09/2015

Mais cinema e mais deslocações à biblioteca, mas menos espectáculos e exposições. Foram hoje publicados os resultados do inquérito sobre a participação dos cidadãos em actividades culturais no segundo trimestre deste ano.

 

Há menos turistas a procurarem cultura, mas o número de residentes aumentou. Ao todo, 290.100 mil pessoas participaram em actividades culturais, um número que revela, na comparação anual, uma ligeira diminuição de 0,8 por cento, mas o grupo de residentes aumentou 1,3 por cento – foram 249.800 aqueles que procuraram produtos de natureza cultural.

 

Os dados dos Serviços de Estatística e Censos indicam que há cada vez mais pessoas a ir ao cinema, com uma subida de nove por cento. O grupo onde se registou um aumento mais significativo é o de jovens entre os 16 e os 24 anos.

 

Nota também para o facto de haver mais residentes a procurarem as bibliotecas de Macau (mais dois por cento). O grupo etário entre os 35 e os 44 anos é aquele onde se verificou uma maior subida.

 

Já os museus e os espaços classificados como Património Mundial foram menos procurados, com uma descida de dois por cento. Também se verificou uma diminuição na procura de espectáculos – quase menos 13 por cento em termos anuais. Música e dança foram os mais populares; já o teatro parece não convencer o público de Macau.

 

Quanto a exposições de arte, 36.400 pessoas passaram por este tipo de evento – uma diminuição superior a seis por cento.

 

Os Serviços de Estatística e Censos destacam ainda que 92 por cento dos residentes participaram em três tipos de actividades culturais.