Em destaque

25 de Abril de 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9,0449 patacas e 1,1156 dólares norte-americanos.

 

IC: Concurso para obras na Casa de Vidro ainda este ano
Terça, 15/09/2015

Ainda durante 2015 vai ser realizado um concurso para as obras de renovação da Casa de Vidro, na Praça do Tap Seac, avançou à Rádio Macau o Instituto Cultural (IC).

 

Hoje o secretário para os Assuntos Sociais e Cultura, Alexis Tam, tinha avançado que o espaço ia ser alvo de uma intervenção, admitindo que “a construção não era boa”.

 

Em resposta à Rádio Macau, o IC esclareceu que “está a levar a cabo um projecto de renovação” do espaço. O organismo revela também que, “actualmente, o concurso do projecto está a ser seguido pela Direcção dos Serviços de Solos, Obras Públicas e Transporte e será realizado ainda este ano, sendo que a obra terá um prazo de 300 dias”.

 

As estimativas apontam para que o projecto esteja todo concluído “no segundo trimestre de 2017”. O IC adianta, no entanto, que espera “abrir o espaço parcialmente no próximo ano”.

 

Sobre os custos das obras de renovação, as autoridades admitem que, “como as obras ainda estão em fase de concurso, não é possível de calcular o custo global do projecto”.

 

O IC adianta que vai “manter o plano original de transformar a Casa de Vidro do Tap Seac num espaço multifuncional das indústrias culturais e criativas”.

 

Para utilizar a Casa de Vidro, o IC lançou o Programa de Cedência Temporária de Salas de Ensaio na Casa de Vidro – em vigor desde 2013 –, procurando assim responder à necessidade de recintos de ensaio dos grupos de teatro e dança locais.

 

A partir do dia 18 deste mês vão começar a ser aceites novos pedidos para o programa. O prazo para a cedência de espaços é até 31 de Janeiro do próximo ano.

 

A Casa de Vidro foi concluída em 2007, sendo que o Instituto Cultural tomou posse da Casa de Vidro em 2012. O organismo liderado por Guilherme Ung Vai Meng sublinha, nesta resposta à Rádio Macau, que tem de “realizar o restauro completo das instalações, a fim de assegurar o funcionamento normal do edifício antes de utilização”.