Em destaque

21 de Fevereiro 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9.21 patacas e 1.13 dólares norte-americanos.

CE: Há espaço para progredir na revitalização do património
Terça, 15/09/2015

O Chefe do Executivo defende que existe “espaço para progredir na revitalização do património mundial cultural” de Macau. A opinião de Chui Sai On foi deixada na página oficial do governante na Internet, hoje, quando passam dois meses desde que se assinalou, no dia 15 de Julho, o 10º aniversário da inclusão do centro histórico de Macau na lista do património mundial da UNESCO.

 

Na terceira edição da série “Palavras do Chefe do Executivo”, Chui Sai On voltou-se para o património embalado pelas actividades comemorativas que lhe despertaram “muito boas recordações” dos trabalhos de candidatura.

 

Na altura, Chui Sai On era o secretário para os Assuntos Sociais e Cultura. Hoje, diz-se “particularmente satisfeito por verificar que, ao longo desta década, os cidadãos de Macau estão cada vez mais atentos e conscientes da importância da salvaguarda do património cultural”, que descreve como “um tesouro de valor universal”, que é “inseparável do futuro promissor de Macau”.

 

Classificando a salvaguarda do património mundial como “uma responsabilidade de todos e uma missão histórica do Governo”, Chui Sai On diz que ainda há “espaço para progredir quanto à revitalização do património mundial cultural”.

 

Nesse sentido, o Governo continuará “a adoptar medidas adequadas de salvaguarda, a auscultar a opinião pública”, a ouvir organizações internacionais e ainda as entidades chinesas.

 

Na mensagem, que também está disponível numa versão áudio que ultrapassa os cinco minutos, Chui Sai On não faz qualquer referência a Portugal ou à herança portuguesa no que toca ao património de Macau, e que esteve na base do reconhecimento feito pela UNESCO ao "testemunho único" do centro histórico sobre o encontro das culturas chinesa e ocidental.