Em destaque

18 de Abril de 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9,1616 patacas e 1,1296 dólares norte-americanos.

 

Revista de imprensa de Macau e Hong Kong (Terça-feira)
Terça, 15/09/2015

O caso do desfalque na Dore Entertainment continua a ser motivo de notícia nos jornais locais, que hoje escrevem também sobre vários casos de polícia.

 

Jornais de Macau em língua chinesa

 

O Ou Mun escreve hoje sobre o caso de desvio de dinheiro da empresa de junkets Dore Entertainment, que trabalha no Wynn Macau. Destaque também para o caso de um jovem de Hong Kong detido por alegadamente ter traficado droga para Macau, um crime que terá cometido mais de 50 vezes.

 

O Va Kio também faz a manchete sobre o caso da Dore. O jornal explica que a Polícia Judiciária recebeu 24 denúncias relacionadas com o caso. Espaço também na capa para um caso de polícia: quatro homens da China foram detidos por se suspeitar terem sequestrado um indivíduo, mas há quatro indivíduos a monte que terão também estado envolvidos no crime.

 

Canal chinês da Rádio Macau

 

A Ou Mun Tin Toi tem estado esta manhã a dar conta da detenção de duas pessoas oriundas da China Continental por tráfico de droga. Outras notícias da emissora: o ranking da Universidade de Macau subiu em termos globais; e os Serviços de Protecção Ambiental vão pedir a uma empresa de consultoria que avalie o projecto de alargamento da Central de Incineração de Resíduos Sólidos.

 

Jornais de Macau em língua portuguesa

 

O Jornal Tribuna de Macau traz hoje nas gordas “Centro Histórico com ruído a mais”. No destaque com imagem, “Infracções por condução sem cinto aumentam 755 por cento” e nota ainda para o topo da primeira página, onde está o título “Macau ignora os 250 anos de Bocage”.

 

“Há lodo no cais”, escreve o Hoje Macau acerca do novo concurso para parque e oficina. Em grande foco também a exposição que é hoje inaugurada: “Pomar em dose dupla”.

 

A mostra do pintor português é a manchete do Ponto Final: “Um Pomar de arte. Júlio e os amigos, no Tap Seac e no Albergue”. Com fotografia, The House of the Dancing Water – “Adrenalina sobre duas rodas”.

 

Jornais de Macau em língua inglesa

 

“Sector hoteleiro a crescer”, diz o Business Daily nas parangonas. Na primeira página do económico, em foco também a fraude que envolve a promotora do jogo Dore e a austeridade, com o título interrogativo “Falso alarme?”.

 

O Macau Daily Times ocupa grande parte da capa com a história da detenção de um universitário de Hong Kong que terá traficado droga para Macau mais de 50 vezes. Espaço também para a descida de 32,3 por cento das receitas do Governo de Macau entre Janeiro e Agosto.

 

No Macau Post Daily, em grande plano estão as reacções às declarações do representante de Pequim em Hong Kong acerca da separação de poderes, afirmações que causaram alarme. No destaque com imagem, a abertura da Cinemateca, que quer apostar nos festivais de cinema independentes.

 

Jornais de Hong Kong em língua inglesa

 

O China Daily escreve hoje que “aumentam as esperanças” de que sejam retomadas as conversações trilaterais entre a China, a Coreia do Sul e o Japão. Ainda sobre a actualidade nacional, a notícia que dá conta de que os condenados à morte vão passar a ter apoio jurídico gratuito. No plano internacional, o jornal oficial chinês olha para a situação dos refugiados na Europa.

 

O South China Morning Post dá destaque às dificuldades com que os produtores de robôs industriais de Guangdong se estão a deparar. O jornal puxa também para a primeira página pela situação política na Austrália: “Abbott perde liderança para o rival de longa data Turnbull”.

 

A terminar, o Standard, que tem como notícia principal da edição de hoje o mercado das casas usadas em Hong Kong. Explica o jornal que os proprietários estão a ser obrigados a reduzir drasticamente os preços. Chamada ainda à capa para o novo primeiro-ministro da Austrália.