Em destaque

21 de Fevereiro 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9.21 patacas e 1.13 dólares norte-americanos.

Bilingues: Carlos André diz que ainda há muito a fazer
Terça, 08/09/2015

No balanço do seminário sobre ensino e formação de bilingues entre a China e os Países de Língua Portuguesa, Carlos André, director do Centro Pedagógico e Científico de Língua Portuguesa do Instituto Politécnico de Macau (IPM) acredita que nada vai ficar como antes.

 

“As várias partes que actuam neste processo dos bilingues ganharam consciência que há muito trabalho a realizar. O trabalho já começou, mas nossas consciências ficaram ainda mais despertas para as necessidades de transformar os ciclos de formação. Acredito que nesse sentido foi muito positivo”, adianta.

 

Carlos André destaca que nestes dois dias de seminário estiveram sentados à mesma mesa ensino superior e o sector empregador: “O passo mais importante vai ser dado pelas instituições de ensino superior no sentido de serem sensíveis aos argumentos que aqui foram despendidos. Ou seja, é necessário flexibilizar as malhas curriculares e é necessário formar com atenção às necessidades do mercado”.

 

No encontro o presidente da Associação de Bancos de Macau defendeu que é necessário introduzir disciplinas de cultura nas formações em Economia e Direito e era necessário introduzir disciplinas de economia e Direito na formação na língua e cultura.

“Penso que essa multidisciplinaridade tem de começar a ser cultivada no interior das instituições de ensino superior. Nós que somos de línguas temos de ensinar cultura, e temos de ensinar isso a pessoas de outras áreas. Ensinar os técnicos de várias áreas a comunicar, que é coisa    que muitas vezes eles não sabem fazer”, afirma Carlos André.

 

Do lado do Fórum Macau, Echo Chan faz também um balanço positivo. A coordenadora do Gabinete de Apoio ao Fórum entende que é importante entender quais são as necessidades de mercado.

 

Echo Chan revelou que no próximo mês o Fórum vai organizar um seminário de jovens empresários da China e dos Países de Língua Portuguesa.