Em destaque

24 de Janeiro 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9.2359 patacas e 1.1390 dólares norte-americanos.

Hoje, 24/01/2019
O Instituto Cultural (IC) garante que a estrutura das Ruínas de São Paulo não foi afectada depois do incidente de ontem à noite, envolvendo um drone. Em comunicado, o IC revela que foi efectuada “uma inspecção detalhada, incluindo uma vistoria, a comparação das fotografias e a análise dos dados através de digitalização 3D”. O IC indica ainda que informou a Autoridade de Aviação Civil sobre o incidente e "irá comunicar com as autoridades relevantes no sentido de conduzir discussões adicionais, especialmente sobre o uso de drones na vizinhança de relíquias culturais importantes, a fim de decidir se é necessário formular medidas correspondentes". Rui Cid...
Hoje, 24/01/2019
Os Serviços de Saúde consideram que actual situação epidémica da gripe em Macau não justifica medidas para suspender as aulas e creches. A posição é tomada depois de as autoridades de Hong Kong terem decidido antecipar as férias de Ano Novo Chinês dos infantários. No território vizinho, as escolas encerram já este sábado, uma semana antes do previsto, de forma a evitar a propagação do vírus da gripe. Em comunicado, os Serviços de Saúde defendem que apesar, de Macau estar ainda no pico da gripe, tal medida não é necessária na região. As autoridades garantem que continuam a acompanhar "de forma atenta a situação da gripe e as estratégias de prevenção e controlo serão ajustadas de acordo com a situação epidémica”. Rui Cid ...
Hoje, 24/01/2019
Três anos depois da entrada em vigor, a Lei de Controlo do Ruído "ficou aquém do esperado". Foi a posição defendida hoje por vários deputados na Assembleia Legislativa. O hemiciclo aprovou hoje a revisão da lei apresentada pelo Governo, mas pediram-se mais medidas para proteger a tranquilidade dos residentes durante o dia e não apenas nos períodos nocturnos. Pereira Coutinho, Sulu Sou, Agnes Lam e Lei Cheng foram alguns dos deputados que pediram ao Governo para ir mais longe na revisão da lei. “Esta iniciativa legislativa, lamento imenso, não resolveu o problema do ruído. E, por isso, apelo ao Governo para, rapidamente alterar a lei para dar resposta às solicitações da população”, afirmou Pereira Coutinho, um dos dos dois deputados, juntamente-se com Sulu Sou, que se absteve na votação. Em sede de especialidade os deputados querem introduzir na lei regras mais apertadas contra os ruídos ambientais, mas o Governo diz que não tem condições para regular a matéria uma vez que não foi alvo de consulta pública. As únicas alterações introduzidas na lei prendem-se com a agilização dos pedidos para casos excepcionais de obras nocturnas. André Jegundo ...