Em destaque

22 de Agosto: às 12h30, aos balcões do BNU, 1 euro valia 9.5725 patacas e 1.1810 dólares norte-americanos.

Hoje, 23/08/2017

As autoridades contam 207 incidentes relacionados com a passagem do tufão Hato, até às 17h30. Os casos mais frequentes são quedas de árvores e fios de antena (44) e de publicidades, toldos, placas metálicas, varas de ferro e janelas (41).

 

No último balanço contam-se ainda 20 casos de queda de reboco de paredes e seis casos de andaimes de obras danificados.

 

O tufão Hato fez três mortos e duas pessoas estão desaparecidas. Nos hospitais, há dezenas de feridos, mas o Centro de Operações de Protecção Civil adianta à TDM – Rádio Macau que a contagem oficial ainda não foi terminada.

 

Pedro Galinha

(Actualizado às 18h46)

Hoje, 23/08/2017

A previsão dos Serviços Meteorológicos e Geofísicos (SMG) aponta para a ocorrência de aguaceiros e ventos, entre a noite de hoje e a manhã de amanhã. A partir das 18h30, o sinal 8 de tempestade tropical vai ser substituído pelo sinal 3.

 

“Durante esta noite e a manhã de amanhã, ainda se prevê que as bandas externas de pressão [do tufão] possam afectar a região. Ainda são esperados alguns aguaceiros e algum vento, não tão fortes como os desta manhã e tarde”, adianta a porta-voz dos SMG, Vera Varela, em declarações à TDM – Rádio Macau.

 

Pedro Galinha

(Actualizado às 18h01)

Hoje, 23/08/2017

Os Serviços Meteorológicos e Geofísicos (SMG) anunciaram que o sinal 8 de tempestade tropical vai ser substituído pelo sinal 3, às 18h30. De acordo com as previsões, o tempo deve estabilizar, nas próximas horas. O tufão Hato está a cerca de 100 km a noroeste de Macau.

 

Os últimos dados oficiais apontam para três mortos e dois desaparecidos. Há ainda registo de dezenas de feridos, que deram entrada no Centro Hospitalar Conde de São Januário.

 

As autoridades dão conta de cortes de energia e no abastecimento de água. Telecomunicações afectadas e inundações, no Porto Interior e na Ilha Verde, foram outras consequências da passagem do tufão Hato.  

 

Pedro Galinha

(Actualizado às 17h55)