Em destaque

23 de Setembro: às 12h30, aos balcões do BNU, 1 Euro valia 9.0031 patacas e 1.1197 dólares. 

Rádio Macau Entrevista
Abílio Dengucho, antigo director-geral do Banco Nacional Ultramarino. Com repetição segunda-feira às 10h30.
Sábado, 24/09/2016

O “Instituto para os Assuntos Cívicos e Municipais (IACM) começou a resolver de forma activa todas as questões colocadas pelo Comissariado de Auditoria (CA)”, disse, hoje, a secretária para a Administração e Justiça, Sónia Chan.

 

Em declarações aos jornalistas, reproduzidas numa nota divulgada pelo Gabinete de Comunicação Social, a secretária afirmou que “deu instruções ao Instituto para os Assuntos Cívicos e Municipais para apresentar planos de melhoria, incluindo reforço do trabalho de inspecção e fiscalização das empresas adjudicadas”, no âmbito da gestão das instalações municipais para fins de lazer.

 

Sónia Chan acrescentou que “80 por cento” das falhas apontadas no relatório foram já “melhoradas”.

 

De acordo com a auditoria publicada esta semana, há um “elevado número” de espaços municipais de lazer que representam um risco para a segurança e saúde pública.

 

No relatório, o CA acusa o IACM de má gestão: só em 2015 foram gastas quase 100 milhões de patacas nas instalações municipais – mas os principais problemas ficaram por resolver.

Sábado, 24/09/2016

Abílio Dengucho, que liderou o BNU nas décadas de 1970, 1980 e 1990, lamenta que a presença portuguesa na banca em Macau seja reduzida. O antigo director-geral do Banco Nacional Ultramarino foi o convidado desta semana do programa Rádio Macau Entrevista, mostrando-se contra uma eventual venda do banco.

 

“Acho que seria um erro crasso e até um insulto à memória destes mais de cem anos que o BNU conta em Macau e ao passado do BNU”, afirma.

 

Abílio Dengucho lembra que a instituição, até antes do 25 de Abril, foi sempre um “banco que trabalhava com regras muito precisas e cegas”.

 

“Foi um banco que trabalhou sempre com um espírito de defesa do interesse do território. Isso para mim é indiscutível. Acho que os chineses o reconhecem”, acrescenta. 

Sexta, 23/09/2016

Mais de 630 mil passageiros passaram pelo aeroporto de Macau em Agosto, que se tornou assim “o mês mais movimentado de sempre” em quase 21 anos de operação do aeroporto. 


Segundo a administração do Aeroporto Internacional de Macau, os 630 mil passageiros representam um aumento de 10 por cento em relação a Agosto de 2015. 


Desde Janeiro, o aeroporto de Macau registou um total de 4,8 milhões de passageiros, mais 16 por cento do que em igual período de 2015. Os passageiros em trânsito também registaram um crescimento de 50 por cento.